terça-feira, janeiro 31, 2012

Para concluir.

Os últimos tempos não foram os melhores. Ainda nem passou uma semana, mas na realidade parece que já passaram pelo menos duas! Aconteceu tudo tão de repente, tão inesperadamente...e depois passou tudo a correr.
Aquilo me faz mais confusão na morte é o facto de num momento a pessoa estar bem, viva...e do nada, está ali, deitada numa caixa de madeira. Quieta, parada, sem vida... É tudo tão estranho! E isto tem-me feito pensar acerca do que há depois! Nunca quis acreditar nisso... na existência de uma alma que continua viva depois da morte física. Sempre me quis convencer que quando acaba, acaba! O que nos mantém a funcionar (para além de todas as funções biológicas e fisiológicas) é o cérebro - A Alma Está no Cérebro - como se intitula o livro do Eduardo Punset; e portanto, se o cérebro morre, acaba tudo!
Mas é tudo demasiado abstracto para se conseguir compreender, e não consigo deixar de pensar, por mais que não queira acreditar, que a F. continua presente nessa perspectiva. Durante o velório e o funeral o caixão estava lá, exposto, para quem a quisesse ver... e eu só conseguia pensar como ela, algures, estaria a 'odiar' aquela palermice e a pensar "Era só o que me faltava agora, estar tudo a olhar para mim naquela figura!" e até sorri interiormente com esse pensamento. E, se por um lado até é reconfortante pensar que ela continua presente nesse sentido porque dá a ideia de que continua 'viva', a pensar, a rir e a chorar com as coisas que fazemos ou dizemos agora... por outro, não faz sentido, porque não há provas, não é empiricamente provável nem cientificamente comprovado! Não é fácil de perceber, nem de chegar a uma resposta definitiva! E nunca me tinha visto forçada a pensar sobre isso, portanto é tudo ainda mais complicado.

Entretanto, porque ainda não se sabe o que aconteceu à F. (os resultados só se sabem daqui a 6 meses), quero só alertar-vos para uma realidade que nem sabia que era tão acentuada: a morte súbita é a 5ª maior causa de morte em jovens entre os 18 e os 35 anos, mata mais que cancro, sida e AVC juntos e faz 27 vítimas por dia em Portugal.

Aqui em Coimbra está a ser organizado um rastreio pela Escola Superior de Enfermagem e a Escola Superior de Tecnologia da Saúde e portanto, se forem daqui e tiverem oportunidade penso que devem ir, porque afinal pode acontecer a qualquer um, mesmo quando à primeira vista está tudo bem. Para mais informações podem consultar os links a seguir:

11 comentários:

  1. A vida é muito complicada, então quando alguém parte assim sem se esperar é complicado...

    Mas muita força e ela vai estar sempre contigo nos pensamentos e lembranças..

    kisses***

    ResponderEliminar
  2. eu gosto de pensar que existe uma "vida" depois da morte. acho mais reconfortante a ideia de continuar a pensar, a ver, a rir, ..., mesmo que só "em forma de alma" do que a ideia de que um dia tudo se acaba e pronto. Mesmo que não haja provas e que possa não ser real. acreditar faz parte da condição humana. e eu quero acreditar que a vida não acaba simplesmente.

    ResponderEliminar
  3. A vida é muito complicada :x
    Força!

    ResponderEliminar
  4. Se não acreditas, não serei eu a convencer-te. Mas digo-te apenas que sempre fui extremamente cientifica, chamava palermices a essas coisas mas... surgiu-me uma priminha de 4 anos que dá recados do além. JURO QUE ESTOU A FALAR A SÉRIO!! Nunca me deu nenhum a mim. Mas já assisti a fazê-lo a muitas outras pessoas. E é impossivel não começares a acreditar. Já a vi dizer e fazer coisas surreais.

    ResponderEliminar
  5. Acho que não existe um "é suposto reagir assim" nestas situações. Tens que te agarrar à ideia que mais te reconfortar, porque a vida continua para ti :)
    Muita força***

    ResponderEliminar
  6. Obrigada a todos pelo apoio!:)

    Raven, explica lá isso melhor! Eu sou muito pouco crente nessas coisas! Acho sempre que há uma explicação lógica por trás, mesmo que ainda não se saiba qual é!

    ResponderEliminar
  7. Querida Jude, só agora li o que se tinha passado e lamento imenso. Espero que consigas lidar com a situação de maneira a permitires-te ser feliz. Um beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Obrigada Pics! Tudo há-de correr bem! Um beijinho!*

    ResponderEliminar