segunda-feira, fevereiro 27, 2012

Vinha eu a caminho de Coimbra...

...dentro do autocarro, fones nos ouvidos, quando um rapaz que ia no lugar da frente me começa a chamar!
- Olá! Tudo bem?
Fiquei um bocado espantada com a abordagem, mas lá lhe respondi de volta. E assim começa a história. A próxima pergunta dele foi "Acreditas em deus?!". "Ok", pensei eu, "É alguém da Igreja Universal e quer converter-me!", e apressei-me a dizer que não, que não acreditava e que o Senhor não representava grande coisa p'ra mim!
Pois bem, contou-me o rapaz que é um anjo na Terra! Que é o Adão e quando me viu percebeu que eu era a Eva! (WTF?!). Disse que tinha morrido num acidente de carro, mas que tinha encontrado uma fada que o fez regressar à vida, que se tinha apaixonado por ela mas que ela o tinha deixado e aí transformou-se num anjo. Tinha subido a montanha da maldição, mas agora estava a subir a montanha da felicidade. Começou a chorar! Agradeceu-me por ser tão empática! (Eu, que me limitei a acenar e a concordar com tudo o que ele dizia... É provavelmente um caso de Esquizofrenia ou Perturbação Delirante e não faço ideia de como lidar com isso!). Disse-me que agora tínhamos um contracto de amizade. Preveniu-me que quando nos voltarmos a encontrar será a vez de celebrar um contracto de amor, que só acaba quando OS DOIS deixarem de sentir amor, mesmo que um não sinta! E que se acontecer alguma relação física entre nós não vai haver pecado, porque ele é um anjo enviado por deus!

Isto meteu-me um certo medo! Espero sinceramente nunca mais me cruzar com o rapaz! Tudo bem que estudo Psicologia, e quando contei à I. ela me respondeu com um 'Uau! Que fixe!'. Disse que na área dela (clínica) se tem de saber lidar com tudo. Tudo bem, mas eu não estou nessa área, e uma coisa é saber lidar, outra é achar "fixe" estar numa situação assim! O rapaz mora em Coimbra pelo que percebi... Qualquer dia vê-me na rua e começa a perseguir-me! É tudo menos fixe!

16 comentários:

  1. Não aproveitaste para filmar?! Que pena! Isso dava um estudo de caso genial! :)
    MaryEmme

    ResponderEliminar
  2. Se eu me cruzar com ele, aviso.. Brincadeira ;)

    ResponderEliminar
  3. Altamente :D
    Também tive um doente esquizofréncio no estágio de Psiquiatria que não olhava directamente para mim porque, segundo ele, eu, enquanto mulher era um ser superior o.O

    ResponderEliminar
  4. Que assustador! Mas é uma história interessane.

    ResponderEliminar
  5. epa assustador mesmo! eu tb nao ia saber lidar com a situacao, muito estranho mesmo.

    ResponderEliminar
  6. Os meus doentes favoritos do serviço de psiquiatria! :D Que demais !! Imagino a tua cara! ahaha

    ResponderEliminar
  7. Oh my God! Uma pessoa apanha com cada uma... Espero também que não voltes a encontrá-lo...estou como tu, isto de 'fixe' não tem nada...

    ResponderEliminar
  8. Na tua situação ficava assustada e com medo de o voltar a ver!! Tem cuidado... :)
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  9. O que é que ele andou a fumar paaa? =P=P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  10. Bem que história estranha.. Um caso para estudares :)

    kisses***

    ResponderEliminar
  11. Bolas... Bela (not!) experiência! Nestas situações pergunto-me muitas vezes, porque se responde para não se ser antipático(a), o que aconteceria se não tivesses respondido.

    ResponderEliminar
  12. Eu teria mudado de lugar... ou então ligava a alguém para não ter de falar com essa pessoa! Não sou boa a lidar com estas pessoas! :/

    ResponderEliminar
  13. Ok, só consigo dizer: estranho! :)

    ResponderEliminar
  14. Opa..peço mesmo desculpa..mas fartei-me de rir..e ainda estou! Epaaa...o gajo provalmente anda a fumar algumas coisas esquisitas xD...que medo..eu não sei o que fazia na tua situação!

    ResponderEliminar
  15. O rapazito tem de meter mais tabaco... :)

    ResponderEliminar
  16. Oh meu deus! Faz-me lembrar o outro que uma vez foi ao Goucha dizer que era o Arcanjo Miguel... -.-'
    Tu tem cuidado!!

    ResponderEliminar