quinta-feira, junho 28, 2012

Daqui a uma semana terei acabado o semestre. Esta época de exames tem sido a pior de sempre. O ano passado entrei de férias no dia 12 de Junho, tudo feito na época normal. O semestre passado tive as melhores notas destes quatro anos.  Mas este semestre não. As cadeiras foram menos interessantes. Trabalho atrás de trabalho. Trabalhos de grupo completamente desestruturados. Exames a perguntar coisas completamente absurdas que nenhum profissional tem de saber de cor. O que é realmente importante não é perguntado, mas dizem que é assim que se diferencia quem realmente estuda. 
Pois bem, eu não estudo realmente. É verdade! Este semestre podia ter feito muito mais do que fiz! Podia ter feito tudo em época normal. Bastava não ter ido à Queima e ter aproveitado uma semana sem aulas para adiantar todo o trabalho. Podia ter tido notas excelentes, se tivesse paciência para me sentar a decorar todas as vírgulas de cada frase. Não o fiz, não, não tenho sequer memória e muito menos vontade para o fazer! Às vezes gostava de ser uma das nerds que já fizeram tudo e não tiveram nenhuma nota abaixo de 16 e que já estão de férias. Se as vão aproveitar? Duvido. Tal como não aproveitaram nem uma noite da festa dos estudantes, ou qualquer outra noite em Coimbra, diga-se de passagem. Mas afinal estão melhores que eu nesta altura...
Estou desanimada...sem motivação. Porque gostava de conseguir fazer diferente. Porque gostava de ver a pauta que saiu à pouco e não ver aquela nota que, apesar de dar p'ra passar me faz sentir burra. Porque pensei que me tinha corrido melhor. Porque gostava de ver que realmente é o esforço que conta e de ver que a rapariga sentada à minha frente no exame e que fez questão de me mostrar as cábulas não teve melhor nota... mas teve. E é esse número que interessa para todos os efeitos.

6 comentários:

  1. É triste saber que o outro teve melhor nota quando não foi correcto nos seus métodos. É triste vermos que muitas das vezes o nosso esforço não é recompensado. É triste aquilo que na maioria das vezes avaliam e como o avaliam... É na forma como encaramos as coisas que nos distinguimos dos outros! E tu, decerto e ainda que triste, saberás erguer-te e orientar-te pelos valores que te caracterizam.. Esses sim serão os mais correctos.. E agora,por mais difícil que seja, um sorriso na cara... sim? ;)

    ResponderEliminar
  2. JJude, Jude. Que mais poderei eu acrescentar às tuas palavras? Julgo que nada, pois escreves tudo o que penso na forma como penso. É triste chegarmos a esta fase e vermos que as coisas estão para lá de más. Ando numa fase assim e sinto-me desesperada. Parece que a recompensa perante o estudo e o esforço não quer chegar... Por vezes também penso nas colegas que, a esta altura, já têm tudo feito - e BEM feito. E queria estar assim, com média de um semestre superior a 16 e feliz da vida. Nestas alturas "invejo" essa capacidade que têm de gerir tudo ao milímetro e conseguirem sempre boas notas. Mas sabes que mais? Olho para elas e penso: e amigos? e o traje? e as noites de Queima? e namorado? e saídas? e as loucuras com o pessoal? Fico sem resposta. Temo que não somam nada disto. E portanto, por mais difícil que seja estudar e não conseguir boas notas (ou, muitas vezes, fazer cadeiras), sou feliz pelos momentos que colecciono da minha vida académica. E no fim, é isso que vai ficar. A média? Isso é só mais um número.
    Força querida! Havemos de conseguir! :D **

    ResponderEliminar
  3. Aprendi que as notas não passam disso mesmo, números. Depois na vida real é a tua capacidade de trabalho que conta. :)

    ResponderEliminar
  4. Concordo com a Zaahirah, embora seja bom ter uma boa média no mercado de trabalho pouco ligam a isso, querem é saber se tens ou não o curso concluído e se depois fazes um bom trabalho ;) Eu não vivi muito a vida académica para terminar tudo à primeira e com boas notas e por vezes arrependo-me disso, por isso calma e vais ver que corre tudo bem!

    ResponderEliminar
  5. infelizmente é assim que hoje em dia se diferenciam alunos. na minha faculdade é igual. vejo alunos mauzinhos a passar com altas notas porque copiam imenso e bons alunos a reprovar ou com notas mais baixas porque os critérios são um pouco duvidosos. agora é a lei do mais forte, as pessoas não se importam de passar umas por cima das outras. é triste mas é assim.

    ResponderEliminar
  6. Querida, anima-te :) Eu percebo-te, estou a passar pelo mesmo que tu. Este semestre está a ser o pior, o que estou a tirar piores notas (e ainda só vou no 2ºano) mas às vezes são opções que fazemos. Se às vezes penso como tu que podia ser uma dessas nerds que tiram sempre notas acima de 16? Sim penso. Mas também sei que foi uma escolha minha e que se calhar aproveitei muito mais este semestre e, sobretudo, que tenho aproveitado tudo de bom que a faculdade tem para me dar. Força para o que falta :)

    ResponderEliminar