sexta-feira, outubro 12, 2012

Segui o vosso conselho...

...em relação  a este assunto. Optei por ser cem por cento sincera. Disse-lhe que gostava muito que ele viesse à mesma, apesar de ter receio que nos sentíssemos pouco à vontade. Ele também foi sincero comigo e disse-me que queria estar comigo mas que tinha medo de estragar tudo por ainda não nos conhecermos bem. Expliquei-lhe que p'ra nos ficarmos a conhecer melhor tínhamos de dar um passo deste género, dei-lhe tempo para pensar. Ontem juntamente com a notícia de que não vinha porque o carro vai para o mecânico, chegou um convite para um café no próximo fim-de-semana. Não vou. Não vou porque a história do carro me pareceu uma desculpa e não vou porque já percebi que não estamos na mesma onda. Porque estou a ser egoísta, eu sei, mas desta vez era tudo o que queria ser. Queria que ele viesse cá, queria estar com ele e não pensar no depois nem nas consequências. Ele tinha medo de estragar tudo vindo cá, eu acho que ele estragou tudo não vindo.

7 comentários:

  1. E porque é que um café não é uma forma de se conhecerem melhor também?
    Talvez seja a forma que ele arranjou para ficar mais à vontade contigo, quebrar o gelo, e quem sabe daí as coisas evoluem mais naturalmente.
    Se queres mesmo estar com ele, que interessa onde vão ou o que vão fazer?
    Posso dar-te um conselho? Não decidas de cabeça quente. E não desperdices algo que até pode vir a ser muito bom :)

    ResponderEliminar
  2. A V* tem razão. Tenho pena que ele tenha dito que não mas a história do carro pode nem ser uma desculpa. E um café era uma boa oportunidade para se conhecerem melhor.
    Não queres repensar a tua decisão? :)

    ResponderEliminar
  3. Mulher firme, mas decidida, hum? Se for para repensar ele terá de ser capaz de merecer o repensamento é o que eu acho!

    ResponderEliminar
  4. Não sejas assim, Jude! Pronto, seja ou não desculpa, a verdade é que ele até combinou outro encontro. Um café é um bom começo. Toma café com ele. Se correr bem, maravilha, senão, parte para outra mas, se não fores, vais estar sempre a pensar: "E se tivesse ido?" Percebes?

    ResponderEliminar
  5. Pois compreendo que não queiras ser tu , pois parece te que o carro foi uma desculpa... e se não foi? ja pensas-te dar-lhe o beneficio da duvida?
    Antes desse café, convida o para outra coisa... ou outro... por exemplo... não há festarola aí apra a semana? convida o =) ***

    ResponderEliminar
  6. Hum, isso depende um bocado de como as coisas foram ditas...se ele te convidou depois para o café para não parecer mal e na esperança que não aceitasses é uma coisa. Se foi mesmo genuíno é outra :)

    ResponderEliminar
  7. Sinceramente acho que estás completamente certa. Se quisesse mesmo vir vinha de transportes públicos se fosse preciso.

    ResponderEliminar