segunda-feira, janeiro 14, 2013

Crónicas de uma estagiária VII

O tempo que passo por aqui nem deixa adivinhar a quantidade de trabalho que tenho "ali" para fazer! Aposto que nem imaginam que no fim deste mês tenho um relatório de estágio para entregar e que, no próximo, é suposto (que é como quem diz que tenho mesmo de) ter a parte teórica da tese (o tal estado da arte - que expressão mais nojentinha que tinha de aprender) completamente pronta! Não imaginavam pois não? Deixem então as vossas mensagens de encorajamento porque a minha desmotivação começa a ganhar proporções inimagináveis. Cansa-me estar a trabalhar sem receber feedback, chateia-me ouvir um "muito bem" de cada vez que mostro alguma actividade realizada, como se fosse uma criança de 5 anos que acaba de fazer um desenho mal pintado. Se está bem, expliquem-me porque é que está bem, se não, expliquem-me como posso fazer melhor. Eu não adivinho, e as respostas ditas só para me calar não levam a lado nenhum. Não tenho vontade de pedinchar atenção, não pedincho nada a ninguém, muito menos por atenção num estágio em que devia estar a ser orientada.
A juntar a isto, o facto de a minha vida pessoal estar cada vez mais inexistente, não ajuda nada... Mas isso fica para mais logo. Por agora chega de queixume. Há que pôr mãos à obra. 




5 comentários:

  1. Tu consegues! ;-)
    Força, sim?

    Um grande beijo! ***

    ResponderEliminar
  2. Bom trabalho! Vais ver que vais conseguir!
    Força**

    ResponderEliminar
  3. Sei como te sentes. Tive uma bolsa de investigação da FCT durante 1 ano e foi um descalabro! A orientadora parecia brincar comigo, todos os dias me modificava o tema, pedia cenas sem sentido e que pouco me ajudariam. Não sei o que raio esta gente tem em mente que trata os discentes como bonequinhos. Quero acreditar que será covardia, medo de que os superemos. Mantem-te firme, Jude!

    ResponderEliminar
  4. Força nisso :)

    O meu orientador de estágio por acaso dava-me feedback com alguma frequência. :)

    bjinho

    ResponderEliminar
  5. Vais conseguir de certeza! Muita força!

    ResponderEliminar