terça-feira, janeiro 15, 2013

sorting out feelings.

Às vezes, talvez em momentos de menor lucidez, vou espreitar os preços das viagens que me podem levar até ele. Há dois amigos nossos que o vão visitar no próximo mês e que compraram os bilhetes de avião por meia dúzia de trocados. Apesar de me terem perguntado se não queria ir, decidi que não. Primeiro, porque em Fevereiro tenho dead lines a cumprir que não me vão permitir ir passar fins-de-semana a outro país; depois, porque odeio fazer planos a tão longo prazo. Comprar os bilhetes dois meses antes da viagem não fazia sentido para mim - se eu não sei ao certo o que estarei a fazer amanhã, sei lá se daqui a dois meses poderia estar a enfiar-me num avião à vontade sem nenhum compromisso pendente!
Mesmo assim, não descarto a ideia de, no final de Março, quando o Colégio estiver de férias e não tiver que ir trabalhar, comprar os bilhetes uma semana ou duas antes e ir até lá. Mesmo que sozinha (e que sabe não seria melhor assim)! De qualquer maneira, até lá, há muito terreno a percorrer. E mesmo que, sempre que falamos, ele me assegure que aquela cidade faz mesmo o meu estilo e que a ia adorar conhecer, não consigo estar certa de que ele me queira realmente lá. Há alguma coisa que mudou desde que ele foi embora. Não sei explicar o quê, nem porquê, mas mudou... E, sem sabermos como, temos evitado falar. Sobre isso e sobre tudo o resto.


6 comentários:

  1. Sei bem o que é! A distância pode ser muito complicada, mas se o amor for forte o suficiente, tudo se ultrapassa :)

    ResponderEliminar
  2. Vale sempre a pena tentar, vai e vê com os teus próprios olhos =) Bjinhos

    ResponderEliminar
  3. jude era isso que te queria dizer. talvez veja a vida ao contrário das outras bloggers porque me magoei muito ao lutar por alguém que não sabia bem o que queria, mas que dizia que me amava e blablabla. agora nao quero mais confusões, quero alguém que me ame sem medos. estou farta de engonhanços. mereço ser feliz. beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Espero sinceramente que longe da vista não signifique longe do coração!
    Força**

    ResponderEliminar
  5. Se calhar está definitivamente na altura de falar. Mesmo que depois disso venham as lágrimas, os apertos no coração, a ausência e o distanciamento. É que aquilo que vives agora não está muito longe de uma verdadeira separação.
    Um beijinho cheio de esperança.

    ResponderEliminar