sexta-feira, fevereiro 22, 2013

Aquele momento...

...em que alguém, ao criticar tão efusivamente uma pessoa, apontando-lhe um sem número de defeitos, não consegue perceber que, ao mesmo tempo, se está a descrever a si própria. Como é que é possível ser-se tão bom a julgar e a apontar o dedo aos outros sem sequer se tentar avaliar primeiro para ver se é assim tão melhor? 

4 comentários:

  1. é tão mais fácil julgar os outros do que ver os nossos defeitos...

    ResponderEliminar
  2. Eu analiso-me constantemente. A mim! Gosto de ter noção de quando me perco e porquê.

    ResponderEliminar
  3. É a velhar questão do não apontes o dedo aos outros pois tens os restantes apontados para ti...há pessoas assim, que acabam por reflectir nos outros aquilo que elas próprias são...

    ResponderEliminar
  4. curioso trabalho com uma pessoa assim.

    ResponderEliminar