terça-feira, março 19, 2013

O meu pai não é o melhor do mundo!

Não é, está longe de o ser! O homem é anti-afectos, teimoso que nem uma mula, acha sempre que tem razão e nunca pede desculpa - em vez disso, quando percebe que foi longe de mais, vem com falinhas mansas e então lá dá um abraço a puxar para o desengonçado - além disso é forreta e dá-me brutais secas sobre condução defensiva de cada vez que lhe peço para usar o carro. Não, não é o melhor pai do mundo, mas mesmo assim, não o trocava por outro! Para o bem e para o mal, é o meu... e no fim sei bem que é lutador, que é carinhoso (bem à maneira dele) e que só quer o melhor para mim e para  a little sis'. Eu sei que ele pensa que nada do que nos tenta ensinar fica nas nossas memórias. Mas fica! Muitas vezes sem ele estar sequer a tentar ensinar alguma coisa! E eu orgulho-me dele sempre e orgulho-me de, tirando dois ou três defeitos, ser tão parecida com ele (ahahah!)! As circunstâncias da vida mostraram-me que tenho muitos motivos para me orgulhar dele. Não é o melhor do mundo e ainda bem! Pelo menos assim não sinto a obrigação de ser a melhor filha do mundo, que estou longe de ser! E pronto, fica aqui o registo, escrito neste que é o dia do pai, mas que podia ser escrito em qualquer dia do ano porque seria sentido da mesma maneira!


5 comentários:

  1. Oh podias sempre lhe mostrar este texto, acho que a parede de gelo ia quebrar xD

    ResponderEliminar
  2. O nosso pai é sempre o nosso pai... :)
    Por mais teimoso que seja! Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Identifico-me muito com o texto :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito do texto =) Muito sincero e sentido!

    ResponderEliminar
  5. AHAHAH
    Adorei o texto! Que emoção :D

    ResponderEliminar