sábado, julho 27, 2013

Não gosto nada de estar chateada com alguém. Sinto um aperto cá dentro porque, se por um lado podia dar o primeiro passo para perceber como estão as coisas, por outro sinto que não sou eu que tenho de o fazer. Bolas,  não sou eu que não consigo passar sem a companhia de uma pessoa e digo, à frente das outras com quem estou, que sem ela não é a mesma coisa. Para mim isso é falta de consideração por quem se disponibilizou a ir e a passar um bom bocado. É dizer-lhes que elas não chegam. É que é sempre a mesma pessoa. E sei que posso passar a imagem de que estou a ser mimada e ciumenta, mas às vezes canso-me de ser sempre boa-onda! 

1 comentário: