quarta-feira, julho 31, 2013

sorting out feelings.

O facto de, muitas vezes, valorizarmos mais as coisas más do que as boas, tem um valor adaptativo. É verdade é que as coisas boas nos fazem felizes e nos realizam, mas é igualmente verdade que, quando é para nos ensinar, são as coisas más que contam. É com os obstáculos que aprendemos que não é por ali o melhor caminho, é com as dores que ficamos calejados e aprendemos que nem sempre se pode confiar cegamente. E é por isso que, neste momento, provavelmente, terei mais motivos para sorrir do que para entristecer, mas não sorrio. Não sorrio porque as melancolias que me ocupam a cabeça não me deixam desfrutar do que bom tenho para contar. 

6 comentários:

  1. Mas se tens mais motivos para sorrir, então não deixes de o fazer. Aprender com o que nos magoou é bom e importante, mas é igualmente importante sorrir e dar valor ao que temos de bom. Sorri mesmo com as melancolias na cabeça. Sorri também para elas e diz-lhes que já aprendeste com elas. ;)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  2. Não podemos deixar que o passado nos estrague o presente, temos de viver aqui e agora! sorri, não te quero ver triste Jude!

    beijinhooo

    ResponderEliminar
  3. Temos que olhar em frente e as coisas más são para aprender e olhar em frente com mais sabedoria e mais felizes...

    ResponderEliminar
  4. Não podes deixar que as coisas más te absorvam... às vezes a melhor arma é mesmo o nosso sorriso :)

    ResponderEliminar
  5. Sou assim também. Saboto-me constantemente, o mau suga-me e nunca vejo a luz ao fim do tunel porque me deixo levar nos problemas.

    ResponderEliminar