segunda-feira, setembro 16, 2013

sorting out feelings.

Os últimos dias foram cheios de emoções. Na sexta, antes de ir para Coimbra, sentia-me ansiosa. Apesar de estar para defender o relatório, sabia que esse não era o único motivo da minha ansiedade. Conduzi com baques na barriga e, só depois da defesa é que me senti mais descansada. Tive um 18 mas isso não foi o melhor. Mais do que a defesa da tese, sei que esta permanecerá mais clara na minha memória. Foi mais longa, tive de falar mais, mas foi mais pessoal. Pude falar acerca daquilo que sentia e da minha opinião pessoal sobre vários assuntos. A minha orientadora foi, como sempre, justa, sincera e humana. Chorou ao dizer-me que eu fui uma boa surpresa. Não tinha uma ideia clara acerca de mim com base na minha postura nas aulas. Disse-me o que eu própria já sei - aquilo que eu penso, sinto e escrevo é muito mais do que aquilo que efectivamente mostro e digo. Disse-me que, por isso, sempre sentiu que me faltava um clic e que espera que eu encontre rapidamente o que o despertará. Disse-me que não ia desistir de mim e não me ia deixar fugir. Que tenho que acreditar mais em mim e massajar a minha auto-estima. Impressionante como, em menos de um ano, ela se tornou tão importante na minha vida e me conseguiu conhecer tão bem. Independentemente do futuro, sei que ela vai ser sempre alguém que vou recordar por ter tido um papel fundamental na minha vida. 
Depois da defesa, finalmente mestre, a ansiedade voltou. Quando fui ter com a minha mãe e a minha irmã, foi como se não tivesse conquistado nada. O H. foi a primeira pessoa a quem liguei depois da defesa da tese. Não poder contar-lhe da defesa do relatório não fazia sentido. Depois de muito hesitar, sozinha dentro do carro, de lágrimas nos olhos, pus o orgulho de lado e mandei-lhe uma simples mensagem a saber se podíamos conversar e resolver as coisas. Ele respondeu-me logo, já eu estava a conduzir. Disse que claro que podíamos falar. Que ele próprio não ia aguentar mais tempo sem falar comigo (que crianças!!). Como não lhe respondi logo, quando estacionei, ele estava já a ligar-me. Falámos, falámos, falámos... falámos sobre o que se passou e conseguimos esclarecer as coisas. Independentemente de tudo o que já se passou, e de todos os momentos em que nos "odiámos", sei que a nossa amizade é forte o suficiente para ultrapassarmos essas criancices. Continuo certa na ideia de que não poderíamos ter mais do que isto. Mas isso chega-me, tê-lo como um bom amigo. No sábado à noite voltámos a sair e, tal como no anterior tivemos a capacidade de estragar o ambiente de todo o grupo, neste também conseguimos manter um serão agradável e de verdadeira amizade, como há muito não tínhamos. É engraçado ver como o (des)equilíbrio da nossa relação tem tanta influência no (des)equilíbrio de todo o grupo. 
No domingo foi a vez de comemorar com a família mais chegada. Fiz questão de os convidar para minha casa, onde almoçámos, conversámos, falámos no Skype com os que estão mais longe e acabámos por jantar também todos juntos. 
Pronto, foi um bom fim-de-semana! Terminei coisas importantes, resolvi problemas e estive com aqueles de quem gosto... e ainda tive direito a uma pequena e bonita surpresa! Agora venha o resto!!


10 comentários:

  1. Que bom! Antes de mais nada parabéns pela nota de defesa da tese! :D
    E ainda bem que conseguiste resolver tudo com o H.! Um grande beijo e muita sorte! *

    ResponderEliminar
  2. Bem foi um fim de semana em cheio..

    O bolo é tão fofinho :)

    kisses***

    ResponderEliminar
  3. Vês, foi tão bom. Adorei ler isto Jude. Como te sentes agora? Esse coração? Calminho

    ResponderEliminar
  4. Que bolo tão giro! Parabens, Jude. Terás um futuro bem grande pela frente, sinto-o.

    ResponderEliminar
  5. foi um fim de semana em cheio. Ainda bem que tudo se resolveu e parabéns pelo relatório: agora sim, mestre :) E que belo bolo!

    ResponderEliminar
  6. parabens :) e vais ver que tudo vai correr bem!

    ResponderEliminar
  7. Senti-me feliz a ler este texto, e nem te conheço nem nada. Mas senti, com sinceridade :) Parabéns mestre Jude! Que as coisas boas continuem :) O bolo está muito giro. Também espero algo parecido quando terminar o meu :)
    Beijinho**

    ResponderEliminar
  8. Oh, tão bonito a emoção da tua orientadora. Parabéns!!

    ResponderEliminar