quarta-feira, setembro 11, 2013

Três dias depois.

Nem palavra dele. Está a tornar-se cada vez mais difícil ignorar. Mas não sou eu que vou dar o braço a torcer. Não vou!


2 comentários:

  1. Sei como isso é difícil... Vais ver que as coisas se vão resolver rápido! Alguém vai dar o braço a torcer. Beijinho*

    ResponderEliminar