quinta-feira, novembro 07, 2013

Pequenos-almoços.

De manhã, não há nada de que goste mais do que ter tempo para mim. Acordar e não ter e nenhuma obrigação. Sabe-me mesmo bem fazer um café de cevada e ficar no silêncio a bebericá-lo, sem que ninguém me interrompa seja com o que for. Por norma sempre tive um bom acordar, se bem que admita que em casa dos meus pais não seja bem assim (apenas porque há gritarias logo de manhã, e perguntas, e comentários e whatever...).
Em Coimbra gostava de acordar, pôr o café a fazer e sentar-me à mesa da sala só com a luz natural da manhã. Às vezes voltava para a cama, apenas para não ser interrompida por ninguém. Agora, enquanto continuo sem compromissos de trabalho e de horários, gosto de manter esse hábito, se bem que é mais difícil "fugir" da minha mãe e acabo por me sentir culpada se não tomar o pequeno-almoço ao pé dela.
Também tenho saudades das manhãs em Coimbra em que tínhamos todas o mesmo horário e acabávamos sentadas à mesa a tomar o pequeno-almoço todas juntas. Em certos dias fazíamos verdadeiros banquetes matinais - torradas, café, chá, leite, bolo, sumo de laranja natural, iogurte... e ali ficávamos a adiar ao máximo a hora de dizer bom dia ao mundo e a conversar sobre tudo. Era muito bom.
Tomar o pequeno-almoço fora também tem o seu encanto de vez em quando. Quando tenho oportunidade, gosto de ir até um bom sítio e o percurso é sempre o mesmo. Primeiro, passo por um quiosque ou uma livraria para comprar uma revista (normalmente compro a Sábado, que é uma das minhas revistas favoritas, mas, às vezes, quando me apetece uma coisa mais leve e me agradam os conteúdos, compro a Cosmopolitan (uma pessoa não é só feita de matérias sérias)), depois sento-me a uma mesa e peço quase sempre o mesmo - um pão com queijo ou um croissant com manteiga, um café e um sumo de laranja. Um pequeno luxo que me sabe bem. 
O pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia, pois é! Não só pelo conteúdo nutricional, mas também porque é a oportunidade de começarmos o dia da melhor forma possível.









8 comentários:

  1. Concordo inteiramente contigo!
    O pequeno almoço fora de vez em quando sabe a mel! :D
    Um grande beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Há algum tempo que não tenho esse tempo para me sentar por longos minutos e tomar um pequeno almoço calmamente... é sempre tudo a correr.. e às vezes até o tomo em plena viagem de comboio.
    Mas, por norma, quando assim tenho tempo, costuma ser leite com café, torradas e quando as laranjeiras cá de casa estão carregadinhas, bebo também um sumo de laranja natural.
    Dos pequenos almoços dos hotéis então nem me vou pronunciar... uma pessoa fica tão fascinada com a variedade de coisas que nos apresentam :) Mas estes só mesmo de vez em quando :p

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Eu cá sou bastante desleixada com o pequeno almoço, de manhã tenho pouco apetite.

    ResponderEliminar
  4. Eu tomo sempre no local de trabalho, geralmente a ler as gordas do JN ou a revista Caras [que é a que temos lá] Cereais e leitinho, ou então um pão quentinho com queijo e uma cevada... como trabalho num sitio assim, a mim sabe-me bem o pequeno almoço no sofá ou na cama a ler blogues...

    :D beijinho Jude e obrigada pela força

    ResponderEliminar
  5. O pequeno-almoço também é uma das minhas refeições preferidas e adoro tomá-lo com toda a calma possível. Não gosto de pressas logo pela manhã nem de perguntas ao acordar se começar com pressas e com perguntas é meio caminho andado para andar o dia todo com o toco.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Eu tomo sempre o pequeno-almoço em casa mas de vez em quando lanche fora ou então faço um lanche mais "apetrechado" em casa :)

    ResponderEliminar
  7. hoje em dia tenho sempre imenso cuidado com o pequeno-almoço :)

    ResponderEliminar
  8. Completamente de acordo. Lamento que durante a semana seja sempre a voar, por isso ao fim de semana, mesmo que tenha algum trabalho ou compromisso faço por compensar!
    Essas imagens foram de uma inspiração...

    ResponderEliminar