quinta-feira, dezembro 19, 2013

sorting out feelings.

Nos últimos tempos tenho tido uma vontade enorme de saber das pessoas de quem gosto e que, num ou noutro momento, já fizeram parte da minha vida de todos os dias. Talvez isso se deva ao facto de estar agora numa cidade nova em que todas as caras que vejo diariamente são, também elas, novas. Não há por aqui caras antigas mas também não me posso queixar destas mais recentes. Se me sinto bem-vinda todos os dias? Não. Há dias em que me sinto a mais, de parte. Há dias em que tenho um extremo receio de não ser compreendida e sei que por vezes é isso mesmo que acontece. Aqui, no trabalho, há apenas uma pessoa que me faz sentir realmente integrada e, por sorte, essa pessoa é o meu orientador. Por ser muito parecido comigo na forma de ser e de estar, sei que ele percebe bem o que sinto. É realmente confortável falar com ele. Passamos o tempo a rir e sabe realmente bem sentir-me à vontade com alguém neste sítio onde ainda tudo se está a montar. Mesmo hoje, que não está a ser um dia especialmente feliz para mim, ele pareceu perceber e adaptou o seu registo ao meu ou, pelo menos, eu assim o entendi quando ele se mostrou mais sério do que habitual, mesmo mantendo o tom de brincadeira a que já me habituei. É difícil movimentarmo-nos num meio em que já existe uma dinâmica criada. É difícil ser o elemento estranho. Há dias relativamente fáceis, como o foi ontem, em que passei o dia inteiro a rir, quer com o Dr. A. quer com a A., lá de casa, que só saiu do meu quarto às duas da manhã, depois de o sono nos cansar; mas há outros mais difíceis, em que nos apetece apenas ter um abraço de uma cara conhecida.

6 comentários:

  1. Vais ver que logo logo te vais conseguir integrar melhor :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. deve ser complicado.. mas aos poucos vai começar a correr melhor..

    força..

    kisses***

    ResponderEliminar
  3. se há coisa que tenho aprendido é que devemos viver um dia de cada vez. Ontem foi bom, hoje foi mau, amanhã será melhor, etc. Vai haver sempre dias bons e maus, mas cabe-nos a nós viver com isso. Infelizmente não pode sempre correr tudo pelo melhor. Mas vais ver que é só da fase inicial. Percebo que te sintas assim, acho que me sentiria igual numa situação dessas, mas acredito que vá passar. Daqui a nada já te sentes em casa :)

    ResponderEliminar
  4. Sei perfeitamente o que isso é, já me senti assim também. Espero que te habitues e que as coisas melhorem com o passar do tempo. Força**

    ResponderEliminar
  5. Sabes como se combate isso? Pondo-se "a jeito" socialmente. Arranja um hobby, tipo dança, ginásio... algo que te permita integrar num grupo de perfeitos desconhecidos onde todos procuram algo diferente. É o que faço quando chego a um novo sitio e resultou sempre!

    ResponderEliminar
  6. Agora imagina isso multiplicado por 2 mil e tal quilometros :/ compreendo-te perfeitamente.

    ResponderEliminar