domingo, junho 08, 2014

sorting out feelings.

Estou a passar por um bloqueio. Criativo e emocional. Quero escrever. Quero tanto. Mas as palavras não me saem naturalmente. Estou triste. Ando triste há uma série de dias. A sofre de saudade  crónica. Estou longe das minhas pessoas e tenho saudades delas. Tantas! Não faz sentido termos de viver longe de quem gostamos. Vi a minha família no fim-de-semana passado. Não é esse o problema. O problema são os meus amigos. Aqueles que não vejo há mais de um mês e que só prevejo ver dentro de duas ou  três semanas. Parece que passa a correr quando estamos ocupados e a trabalhar, mas a verdade é que quando damos por isso, passamos a ver-nos uma vez por mês, doze vezes por ano. É injusto. Por muito que se arranjem outras formas de comunicar não é a mesma coisa. Não é o mesmo que estar sentado lado a lado, frente a frente. Não é o mesmo que ouvir a voz nítida, o mesmo que sentir a presença, ver o sorriso. Não é o mesmo que dar um abraço, que deitar a cabeça no ombro, que tocar enquanto se conversa. Não é o mesmo. E dói. Dói e tem-me doido muito. Principalmente por saber que não há nada que possa fazer para mudar. 


2 comentários:

  1. "Cada um tem aquilo que merece!", podia ser uma frase para levares a mal, mas não é. No futuro vais voltar a lê-la e vais olhar em teu redor e dizer: o sacrifício valeu a pena, sou feliz! :)

    ResponderEliminar