quarta-feira, agosto 20, 2014

sorting out feelings.

Apesar das notícias menos boas que tive logo de manhã, tento manter o ânimo. Não gosto de pensar em mim como uma pessoa passiva, que aceita tudo só para não criar conflitos. Ainda assim, não sou de todo alguém que reivindica. E peco por isso, principalmente quando estão envolvidos direitos que tenho e que não deveria ter de colocar de lado. Ainda não sei se assentirei em colocar, o mais provável é que sim. Mas penso que faz tudo parte de um propósito maior. Tenho objectivos cada vez mais definidos e que começam a fazer cada vez mais sentido. Mas tem de se avançar devagarinho. As coisas não se fazem de um dia para o outro e se, por um lado, a vontade de ir mais além é grande, por outro, tem que se ter consciência de que, às vezes, para lá chegar, têm de se deixar algumas coisas para trás! Eu não me importo de ceder se acreditar que os benefícios a médio prazo serão melhores. E eu acredito, tenho de acreditar.


4 comentários:

  1. É assim mesmo querida! Na verdade faço o mesmo! Vais ver que os sacrifícios compensaram!

    ResponderEliminar
  2. Por vezes, é preciso dar um passo atrás para podermos dar dois em frente... Força** Vais conseguir!

    ResponderEliminar
  3. Parece-me uma forma inteligente e equilibrada de lidar com as coisas.

    ResponderEliminar
  4. Gosto da maneira ponderada e calma como lidas com a vida... faz-me bem vir ler este tipo de posts nesta altura da minha vida. Transmites força :) Beijinho

    ResponderEliminar