terça-feira, outubro 28, 2014

Desafio da Minimi

Passou mais de um mês e eu andei meio esquecida! A Minimi desafiou-me a responder a dois conjuntos de questões. Um a que ela própria também respondeu e outro, que partiu da curiosidade dela! Sendo assim, e porque as questões são interessantes e fazem sentido para mim, cá vai! :) 

1. O que mudou, da criança que foste para o adulto em que te tornaste?
Penso que existem mesmo muitas diferenças. Sinto-me muito melhor enquanto adulta. Em criança era mais insegura, mais tímida, meio bichinho do mato. Como era gordinha, durante a infância e grande parte da minha adolescência fui muito gozada pelos colegas rapazes. Passava dias e dias a chorar e a minha auto-estima praticamente não existia. Penso que o grande salto para mim terá sido a entrada para a faculdade e, lá está, a chegada à idade adulta! Tornei-me independente, confiante e, com todos os defeitos  que sei que tenho, aprendi a dar muito mais valor a mim própria e a perceber que, para conseguir alguma coisa, a principal pessoa com que tinha de contar era eu. Neste momento não dispenso a ajuda de ninguém, mas a verdade é que é bom ter a certeza que também sou capaz de fazer as coisas sozinha.

2. Quem gostarias de ter conhecido mais cedo na tua vida?
Hummm... esta é difícil porque as pessoas mais importantes para mim fazem parte da minha vida desde que me lembro! Os meus grandes amigos são todos amigos de infância ou, quanto muito, adolescência! 

3. Descreve um dia perfeito, actualmente.
Um dia em que tenha tempo para mim e para aquilo que gosto é perfeito. Um dia passado com os amigos, e que termine com um jantar e um serão à conversa é perfeito. Um dia em que tenha tanto trabalho desafiante que nem dê conta do passar das horas também é perfeito! 

4. Que coisa (uma coisa) precisas fazer para melhorar a tua vida?
Ser mais assertiva, se bem que, ultimamente, penso ter dado grandes passos nessa direcção!
 
5. Qual foi o presente mais especial que recebeste nos últimos 5 anos?
Um vídeo, no meu último aniversário, em que todos os meus amigos e familiares mais chegados me deixaram uma mensagem! 

6. Qual foi a última vez que fizeste alguma coisa sem pedir nada em troca?
Por norma não peço nada em troca. Quando vejo que alguém precisa de alguma coisa e posso ajudar, ajudo. No outro dia uma amiga estava doente e ofereci-me para ir à farmácia comprar-lhe a medicação, por exemplo...

7. Se pudesses reviver um dia da tua vida (sem lhe alterar coisa alguma), qual seria?
Um dia especial, que aconteceu a meados de Agosto de 2011.

8. Quê ou quem te drena energia actualmente?
Eu e os meus objectivos a curto e longo-prazo. 

9. Quando foi a última vez que convenceste a ti mesmo a não fazer uma coisa que, no fundo, querias fazer? 
No domingo.

10. (Ainda na sequência da pergunta 9.) Que coisa foi essa?
Comprar um palmier que estava mesmo a chamar por mim! :p

11. Qual foi o ponto alto do teu dia, hoje?
Ainda é de manhã, por isso o ponto alto ainda está só no facto de ter tomado um pequeno-almoço descansado! ;)


E também...


1. Um momento que te tenha marcado e porquê.
A defesa da minha tese e os comentários da minha orientadora sobre mim e o meu trabalho. É muito bom ver o nosso esforço recompensado a todos os níveis!

2. O teu dia não pode começar sem antes...
Tomar o pequeno-almoço. É a parte principal das minhas manhãs.

3. Qual é a tua viagem de sonho?
Lapónia!!!!! :)

4. Um livro que te tenha marcado e porquê.
As Terças com Morrie. Dá uma perspectiva realista sobre a vida e sobre a morte. Vai contra todos os estereótipos e preconceitos que existem em relação à velhice e aos mais velhos. Se há coisa que me chateia profundamente é esta mania da sociedade em associar o novo a tudo o que há de bom e o velho a tudo o que há de mau. Os mais velhos têm muito para nos ensinar e todos seremos mais velhos um dia. É impossível de evitar. Este excerto do livro resume bem a ideia:

"Ah, se fosse novo outra vez! Nunca ouves ninguém dizer: "Gostava de ter sessenta e cinco anos."
Sorriu.
"Sabes o que isso reflecte? Vidas insatisfeitas. Vidas incompletas. Vidas que não encontraram sentido nenhum. Porque se encontrares sentido na vida, não desejas voltar atrás. Queres ir para a frente. Queres ver mais, fazer mais. Estás mortinho para chegar aos sessenta e cinco.
"Ouve, tens que saber uma coisa. Todos os jovens têm que saber uma coisa. Se estiveres sempre a batalhar contra o envelhecimento, vais ser sempre infeliz, porque isso vai acontecer de qualquer maneira."
"E, Mitch?"
Baixou a voz.
"O facto é que vais mesmo acabar por morrer."

5. Se pudesses mudar algo em ti o que mudarias?
Mais uma vez, seria mais assertiva. E, nalguns momentos, gostaria de ter mais força de vontade!

6. Para ti felicidade é...
Aqueles momentos em que me apetece sorrir, sem motivo aparente. Nesses momentos sinto-me realmente feliz! Fazer o que gosto, estar com quem gosto, gostarem de mim. Isso é felicidade!

7. O que te faz sorrir?
A esperança!

8. Se pudesses viver em qualquer parte do mundo, onde viverias? Porquê?
Neste país, algures não muito longe da minha família e amigos. Porquê? Porque ainda que considere a ideia de viver deslocada (como estou neste momento), seja cá dentro ou lá fora noutro país, não concebo essa ideia a longo prazo. Mais para a frente, quando tiver oportunidade de estabelecer raízes, gostava de o fazer perto de quem gosto. Não necessariamente ao lado, mas suficientemente perto para poder ir quando me apetecer.

9. Qual é o teu "guilty pleasure" musical? 
Já aqui o disse! Taylor Swift! :p

10. Qual foi a experiência mais alucinante da tua vida?
Ahahah...  isso fica cá comigo! ;) 

11. Se pudesses voltar atrás no tempo mudarias algo? Se sim, o quê?
Não. Não gostaria de voltar atrás no tempo. Gosto do que fiz até agora e de onde isso me tem levado. :)

Não vou passar o desafio a 11 blogues uma vez que já passou tanto tempo, mas se vos apetecer responder estejam à vontade! Não deixa de ser uma forma gira de escreverem sobre vocês! :)


3 comentários:

  1. Gostei muito das tuas respostas :) e fiquei cá com uma curiosidade acerca da tua experiência mais alucinante... ui ui, mas percebo. Há coisas que gostamos de guardar para nós mesmos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aahah exacto, nem tudo é para partilhar! ;)

      Eliminar
  2. :) gostei de ler. . Já tenho blogue jude. . Beijinho grande

    ResponderEliminar