sábado, setembro 19, 2015

happiness.

Pois é. Escrevo-vos do meu novo quarto. É pequeno mas tem o que é necessário. As paredes estão pintadas de azul-céu, o chão é de madeira. Tem um beliche vermelho e eu durmo na cama de cima. Ainda não conheci a minha roommate, que dorme em baixo. Tem um pequeno roupeiro, uma mesa-de-cabeceira, um pequeno camiseiro e duas cadeiras. O meu quarto fica numa casa grande mas muito simples. A casa é dividida em duas partes. A parte onde durmo, e de onde vos escrevo tem apenas quartos, uma sala e uma casa-de-banho. Tem apenas o essencial, nada mais. Saindo pela porta da entrada, encontramos outra porta alguns passos à esquerda. Aí há um salão grande que serve como sala-de-jantar, uma pequena cozinha industrial, algumas arrecadações e vários quartos. Ao contrário de onde durmo, esta parte da casa é velha e um pouco degradada. Não fica bonita em revistas de decoração. Nada combina, tudo está ao acaso. Mas, como se costuma dizer, são as pessoas que fazem a casa, ou o lar, e aqui, apesar de não haver riqueza material, há a riqueza mais importante. Vivo com várias pessoas: o Padre A., que é o "chefe da família", a irmã G., o R., o L., o outro R. e o V.. Em breve morarei também com a C., a rapariga que partilhará o quarto comigo. Este é o quinto dia que passo nesta casa. Cheguei à Roménia, à cidade de Baia Mare, na madrugada de terça-feira. Durante seis meses será aqui a minha vida e onde serei voluntária na fundação criada pelo Padre A.. Fui muito bem acolhida e, mesmo que ainda não conheça bem as pessoas, já me começo a sentir integrada. Quando chego a casa ajudo a G. com os cozinhados. O R. também ajuda. Levamos o nosso tempo, colhemos vegetais, cortamo-los em pedaços para fazer a pasta. Fazemos bolinhos de compota. Vamos a pé à "mercearia". Mal nos entendemos uns aos outros, mas há sempre um sorriso para oferecer e uma música internacional para cantar. Sei que ainda só passaram uns dias, sei que ainda não deu para ter saudades de casa, sei que provavelmente não será sempre tudo assim tão perfeito, sei que talvez esta seja apenas a fase de "lua-de-mel". Mas também sei que quando mudamos tão bruscamente, sentirmo-nos bem e acolhidos na fase inicial é o mais importante. Portanto para já, está tudo bem. Sinto-me bem e sinto-me (mesmo) feliz!


19 comentários:

  1. OH-MEU-DEUS!!! Que maravilha, foste fazer voluntariado?! Foste pelo SVE? Gostava tanto de me aventurar numa coisa dessas mas os programas costumam ser de muitos meses e, para já, não tenho disponibilidade porque, claro, ainda tenho um curso para acabar...
    Parabéns e muita força! Vais adorar, aposto. Vai-nos contando tudoooo :D Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, pelo SVE! :) Um dia destes conto os pormenores, claro! :) Acho que vale a pena a experiência!

      Eliminar
  2. R: Sim, estou a fazer estágio em Madrid.

    ResponderEliminar
  3. E nota-se a tua felicidade através deste post e das tuas palavras ^^ Gostei de ler :) E também vou querer saber tudo :P

    ResponderEliminar
  4. maravilha!!!! muitos parabéns por teres coragem para tal experiência. que corra tudo bem :)

    ResponderEliminar
  5. Olá querida Jude, há quanto tempo!!
    Bem, que reviravolta, tens de nos contar como é que foste parar à Roménia :)
    Tal como pediste, aqui está o link do novo blogue: http://simplesassimbycatarina.blogspot.pt/
    Espero que gostes! (Kate)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida Kate! :) Hei-de contar tudo, claro! E hei-de continuar a visitar-te no teu novo espaço.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. É estranho porque não te conheço pessoalmente (falámos uma vez sobre problemas de estágio -_-), sou apenas leitora assídua, mas já estava a sentir imensa falta deste cantinho! Parabéns pela coragem e toda a sorte do mundo para esta nova etapa! Ficamos todos à espera de mais novidades! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho! Sim, irei contá-las em breve! :)

      Eliminar
  8. Tenho uma grande amiga da Roménia, em Cluj (penso que se escreve assim). Se precisares de algo diz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim... Cluj-Napoca, penso eu... Obrigada! :)

      Eliminar
  9. O mundo precisa de mais pessoas como tu!!
    Beijinho gigante **

    ResponderEliminar
  10. Nunca teria coragem de deixar tudo para trás durante tantos meses, mas admiro muito quem o faz! Que tudo te corra pelo melhor, sei que farás a diferença.

    ResponderEliminar
  11. estou a gostar tanto de te ler, que grande aventura!

    ResponderEliminar