domingo, março 13, 2016

sorting out feelings.

É este o primeiro post que escrevo desde que regressei a Portugal. Nos últimos tempos na Roménia muito aconteceu, quis aproveitar ao máximo as últimas semanas e tanto poderia ter sido escrito aqui, não fosse a vontade de não desperdiçar qualquer segundo exclusivamente com o que tinha lá e que, agora, infelizmente, já não tenho. Amanhã terão passado duas semanas desde o meu último dia no meu segundo país. Foi um dia amargo, ansioso, com muitas lágrimas na hora da derradeira despedida... do último beijo, do último abraço. Cheguei e foi tudo estranho. Desde ouvir falar apenas português em meu redor até reencontrar as pessoas que são as minhas mas de que, na verdade, ainda não tinha demasiadas saudades. Dois dias depois de ter chegado, de ter revisto tudo e todos já me sentia preparada para regressar à minha vida e rotina... Só que essa vida e rotina deixaram de existir. Já não tenho os meus meninos a dar-me mimos, já não tenho um projecto onde me sinto útil e realizada, já não tenho a minha total independência, já não tenho o meu namorado comigo todos os dias. Em vez disso estou de volta à casa que sempre foi a minha mas que já não tem todos os elementos presentes e que, por isso, traz um monte de discussões e angústias atreladas, tenho dias sem obrigações fixas, sem uma rotina, sem um trabalho, tenho o meu namorado longe e não tenho ideia de quando nos vamos voltar a ver. Pior... Não sei se nos voltaremos a ver enquanto namorados. Tenho ideias, mas não tenho planos. Tenho um bom currículo mas não tenho um emprego, nem propostas, nem nada... E o tempo, esse continua a correr, sem esperar um segundo que seja para que eu me readapte a um contexto onde tudo está igual mas em que eu estou muito diferente. 

4 comentários:

  1. Acredito que neste momento seja uma situação difícil. Faço votos para que tudo se torne melhor e mais à tua medida, rapidamente.

    ResponderEliminar
  2. "Home is not a place, it's a feeling" ♥
    Muita força e coragem para o que se segue.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Sinceramente, não sei o que te dizer... Espero que, em breve, consigas encontrar novo alente e recomeçar. Porque a vida, no fundo, é um eterno recomeço... Boa sorte**

    ResponderEliminar
  4. Espero que encontres o trabalho que tanto desejas e que te sintas realizada, neste que é o nosso país, em breve! Muita força!

    ResponderEliminar